quinta-feira, junho 15, 2017

Fale com a Psicóloga Marian Martins (Coluna semanal 15 a 21-6)

Revelamos muito sobre nós mesmos ao falarmos dos outros

O criador da psicanálise Sigmund Freud traz os seguintes dizeres: "Quando Pedro me fala de Paulo, sei mais de Pedro do que de Paulo".
Através de estudos e atendimentos clínicos onde cada ser humano fala de si mesmo sei que a frase é precisa e sou sabedora que “projetamos nos outros aquilo que estão em nós mesmos”.
Pessoas com muita ênfase nos outros muitas vezes podem nos envenenar, podemos ser influenciadas por elas indiretamente e agirmos por impulso, acabando com ações da mesma forma. Podem despertar em nós o que há de pior, consomem nossa energia e exploram e manipulam pessoas de acordo com os seus interesses sem se darem conta.
De alguma forma “falar mal” dos outros está enraizado na sociedade e não é analisado que prejudica a vida de todos: aquele que está infeliz em criticar, o que é criticado e a pessoa que ouve passivamente somente comentários negativos, nestes casos todos saem perdendo e a sociedade adoece a cada dia.
Como respeitamos e falamos dos outros e seus julgamentos estão muito relacionados com o nosso jeito de ser, e temos que lembrar que cada indivíduo tem uma visão única do mundo em função de sua educação, experiências, influência que vivemos e sabemos que basta um pouquinho do nosso tempo para já formarmos uma opinião sobre alguém. Saber olhar de fora, apontar os erros é fundamental, mas é essencial enxergar os próprios problemas ou defeitos. Apontar os outros de certa forma é “esconder seus próprios erros”. Muitas pessoas que insistem em olhar os outros tendem a se vingarem, usam as pessoas conforme seus interesses e quando não gostam até perseguem continuamente, hoje em dia mais ainda devido as redes sociais.
Muitas vezes é um esporte para as pessoas negativas falarem dos outros, portanto considere muito de quem estão falando e a melhor forma é mudar o seu círculo social e sair deste vício. Em vez de ficar obcecada com as críticas ou de ficar criticando os outros e ser conivente a esses comentários, dedique seu tempo para melhorar a si mesma.

De fato, AFASTE-SE de pessoas que lhe fazem sentir-se mal, pessoas egocêntricas, manipuladoras, rancorosas, amarguradas e tantos outros adjetivos e que não conseguem prestigiar a felicidade alheia.


Marian Martins é psicóloga, atua na área da psicologia clínica e perita do Tribunal de Justiça, também escreve para jornais, blogs e revistas

CRP RS 07|10386 – CRR PR 08 IS|335
WhatsApp: 54 9 9971 8840
Fan Page: https://www.facebook.com/marian.martins3

Nenhum comentário: