sábado, julho 15, 2017

De Curitiba:Deputada do camburão tem casamento ostentação

Casamento da deputada estadual Maria Victoria 

Mais de 200 pessoas participaram de um protesto na noite desta sexta-feira (14), em frente à Igreja do Rosário, no Largo da Ordem, em Curitiba. No local, aconteceu o casamento da deputada estadual Maria Victoria Borghetti Barros (PP) com o advogado Diego da Silva Campos. A recepção aos convidados ocorreu no Palácio Garibaldi. Ao todo, foram cerca de quatro horas de mobilização contrária às reformas trabalhista e da Previdência e ao governo Beto Richa, que causaram tumulto durante o evento.


Foi necessária uma van para retirar os noivos e alguns convidados da igreja, isolada por policiais da Tropa de Choque já no início da noite. Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) também se juntaram a 14 viaturas da Polícia Militar para conter a manifestação. O trânsito nas ruas Trajano Reis e Jaime Reis chegou a ficar bloqueado e uma ambulância do Samu precisou ser acionada para atender um convidado que torceu o pé dentro da igreja.


Além dos noivos, os convidados do casamento também foram vaiados. Os seguranças particulares do evento usaram guarda-chuvas para evitar que ovos e outros objetos jogados pelos manifestantes atingissem os convidados.

Leia também: Lagosta, trufas e coxinha gourmet: veja o cardápio da festa de casamento de Maria Victoria

Leia também:Palácio Garibaldi é multado por alterações para casamento da deputada Maria Victoria

Os policiais, ao final da cerimônia, recolheram ovos que estavam com os manifestantes, mas eles, mesmo assim, voltaram a arremessar objetos contra quem cruzava a área. O restante dos convidados seguiu à pé até o Palácio Garibaldi, sob escolta da PM, pela Rua Jaime Reis. Eles caminharam em meio a xingamentos e arremessos de lixo, ovos e garrafas de cerveja. Houve uso de força policial em alguns momentos.

Pelo menos um dos manifestantes ficou ferido. Ele foi atingido no rosto quando os últimos convidados deixaram a igreja e a PM respondeu com bomba de efeito moral e disparos de borracha aos arremessos de objetos no público.


Nenhum comentário: